window.lintrk('track', { conversion_id: 13086145 });
top of page

Gestão de dados: quem deve ocupar essa posição?

Você já pensou em qual seria a melhor maneira de gerir os dados na sua empresa? E quanto à sua produção interna de dados e a segurança deles? Conheça o profissional capaz de lidar com essas questões e muito mais!


Não há dúvidas quanto a importância dos dados como recurso para as empresas que crescem atualmente. Considerados o petróleo do século XXI, eles já fazem parte do que há de mais fundamental para o funcionamento de organizações que aplicam tecnologias de Big data.


Aos poucos a implementação dos dados geram outras necessidades, como programas e adaptações tecnológicas que acompanhem seu desempenho, e principalmente especialistas na área que possam conduzir a empresa, juntamente com os dados, pelo melhor caminho rumo à inovação. Sendo assim, se faz necessária a presença, além dos técnicos, de um profissional c-level capaz de gerir e administrar esse setor: O CDO.


Chief Data Officer


Apesar da implementação dos dados só ter avançado com avidez nos últimos anos, a profissão de diretor de dados já existe desde sua primeira nomeação em 2002 pela Capital one, porém não se tornou tendência logo de cara. Mas desde 2019 o número de CDOs entre as 2.500 maiores empresas de capital aberto do mundo vem crescendo, e em 2021 21% dessas empresas já possuíam o cargo – esses dados foram constatados durante um estudo divulgado pela PwC, Strategy&.


Esse ainda é um número baixo, ainda assim, ele não representa o contingente total de empresas que possuem profissionais da área de dados e analytics, mas sim as empresas que avançaram em suas demandas e enxergaram a necessidade de investir em uma boa gestão de dados. Ou seja, não é preciso ter um CDO para ter projetos orientados pelos dados, no entanto, assim como qualquer setor empresarial se desenvolve e é melhor administrado se houver um especialista como responsável, também é o setor dos dados.


O papel do CDO na governança de dados


Os dados podem ser um ativo importante, mas ainda são de complexo manuseio, na maioria das vezes o que se têm são grandes quantidades de dados sem qualquer classificação ou filtro que precisam ser dispostos e então utilizados da melhor forma possível, para que sirva de modo apropriado para os interesses da empresa. Aí então entra o CDO, que sem interferir nas chefias técnicas, será responsável por direcionar a qualificação e objetivo desses dados, atentando-se à sua qualidade, a estratégia a ser utilizada, sua finalidade e utilização.


Além disso, o CDO também será encarregado de proteger e cuidar dos dados internos de sua empresa, atentando-se ao que é estipulado pela lei e pela companhia. É uma posição difícil de ser ocupada, já que o responsável deverá reter conhecimentos técnicos na área analítica e empresarias para adotar as melhores soluções de acordo com a produção das análises.



Agora que você já sabe o que um CDO faz, conta o que você achou desse cargo e se quer implementar essa solução! Continue acompanhando o blog da Dataside para ver mais conteúdos assim.

Comments


bottom of page