fbpx

Segurança da informação

Existe um conjunto de modelos, leis e boas práticas que fazem parte do que chamamos de Segurança da Informação. Cada uma delas precisa fazer parte da rotina de qualquer empresa que queira manter a proteção dos dados e a segurança nos ambientes.

O que é a segurança da informação?

Como consequência da constante evolução da tecnologia temos muitas facilidades no nosso dia a dia, compras e serviços por meio de sites e aplicativos, tudo feito pelo smartphone ou computador, do sofá de nossas salas ou a caminho do trabalho. Mas, para tudo andar de forma personalizada e para manter uma boa experiência para os usuários, os sistemas responsáveis por manter a praticidade dos nossos dias precisam de dados.

Você não precisa se esforçar muito para lembrar da última vez que precisou fornecer dados para pedir o almoço, solicitar uma viagem ou consumir um conteúdo na internet. E-mail, número de telefone, cpf, códigos de verificação e por aí vai. Nós sabemos como os dados são importantes e valiosos, e quando algo é tão valioso nós queremos e precisamos proteger e cuidar da melhor forma possível. É então que a segurança da informação entra como uma grande protetora dos nossos dados, de todas as informações que fornecemos.

De acordo como nosso dataholic Henrique Melo, a segurança da informação é responsável por assegurar uma ou mais informações no sentido de preservar sua integridade e seu valor dentro de uma organização. Sendo confidencialidade, integridade e disponibilidade as principais características da segurança da informação. Elas garantem que as informações permaneçam confidenciais e que não sejam divulgadas, nem estejam disponíveis sem autorização prévia da organização; é garantia também de que a informação estará disponível as entidades autorizadas sempre que necessário.

Ao se trabalhar com a segurança da informação, outra garantia é de que a integridade desses dados é preservada desde sua criação até o seu fim, ou descarte.

A importância de manter essa segurança

O investimento na segurança da informação deve fazer parte do plano estratégico da sua empresa, pois vai evitar prejuízos terríveis, como ataques hackers. Manter as boas práticas do cuidado e proteção dos dados vai garantir tranquilidade nos processos e segurança dos ambientes, liberando tempo e investimento para focar em estratégias e soluções para andamento dos projetos dentro da sua empresa.

Segurança do trabalho remoto ao presencial

Na nova realidade do trabalho, flutuando entre remoto e presencial, a segurança da informação não deve ser deixada de lado, pelo contrário, ações para reforçar essa segurança através de práticas de governança corporativa, especialmente a governança relacionada à segurança da informação devem ser ainda mais fortalecidas.
Confira algumas dicas para você estar sempre atento com o seu ambiente de trabalho, tanto presencial ou home office.

Política de segurança da informação e seus benefícios

Como você viu lá em cima (linkar com o primeiro subtítulo), o uso de recursos digitais não para de crescer, consequentemente, a estrutura de TI dentro das empresas também crescem cada vez mais. Para lidar com isso, é fundamental garantir a segurança para evitar qualquer tipo de problema que possa prejudicar a empresa e seus clientes, então entra a Política de Segurança da Informação (PSI) com o objetivo de garantir e manter um controle sobre esse cuidado, através de boas práticas dessa mesma segurança, mas adaptadas ao cenário da empresa com as outras políticas de tecnologia, os negócios em si.

O primeiro passo para definir as prioridades na hora de assegurar as informações é o SGSI, um sistema não informatizado, previsto nas normas NBR ISO/IEC 270002. Esse sistema reduz os riscos de fraudes em diversas áreas. Pode reduzir o risco de ataques de hackers aos servidores, adulteração das câmeras de vigilância e grande a integridade das informações armazenadas nas estações de trabalho entre outros fatores.

Entre os benefícios gerados pela SGSI estão:
– Redução da probabilidade de ocorrência de incidentes de segurança
– Redução dos danos/perdas causados por incidentes de segurança
– Recuperação dos danos em caso de desastre/incidente.
– Preservação da Confidencialidade, Integridade e Disponibilidade.

ISO 27001

A ISO 270001 é a principal norma pela qual uma organização obtém a certificação empresarial em gestão de segurança da informação, ou seja, é o único padrão internacionalmente auditável que define os requisitos de um Sistema de Gerenciamento de Segurança da Informação (SGSI). Entre os benefícios da ISO 27001 estão:

  • Reduz o risco de assumir a responsabilidade por falha na implementação ou determinação de políticas e procedimentos;
  • Oportunidades para identificar e corrigir os pontos fracos;
  • A alta administração assume a responsabilidade pela segurança da informação;
  • Capacidade de revisar de forma independente os sistemas de gerenciamento de segurança da informação;
  • Fornece confiança para parceiros de negócios, partes interessadas e clientes;
  • Melhor consciência de segurança;
  • Combina recursos com outros sistemas de gestão;
  • Mecanismos para medir o sucesso do sistema.

LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados

A LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados foi criada para regularizar o uso de dados pessoais dos usuários para mantê-los em segurança. A partir dessa lei, as empresas têm que redobrar o cuidado com os dados e manter os usuários cientes de como ou para qual finalidade seus dados são usados. A LGPD está em vigor desde 2020 e foi escrita com base no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados da União Europeia – GPDR.

Sendo assim, garantir a segurança dos dados não é uma opção das empresas, e sim uma obrigação de acordo com a Legislação Brasileira.

Modelo de maturidade para gerência de segurança da informação

Organizações maduras atingem objetivos de qualidade, prazos e custo de forma coesa e eficiente, enquanto as imaturas não possuem esquematizados seus objetivos e todos os passos necessários para se chegar lá, sendo abalados por longas margens de erros, falta da qualidade desejado e prazos maiores que desejados.

Com a maturidade, as organizações possuem processos documentados e sistematizados para realizar todas as suas atividades. Os dados obtidos são constantemente coletados e analisados a fim de controlar, prever e planejar o desempenho do processo. Organizações imaturas acabam por ser sem controle, imprevisíveis e inconsistentes.
Para fazer uma análise dos ambientes da sua empresa e entender o nível de maturidade é importante se aprofundar sobre Modelo de maturidade para gerência de segurança da informação.

Calma, nem tudo está perdido

Bem, se você está lendo este artigo tarde demais, mantenha a calma. Nem tudo está perdido.
Se já tiver acontecido a invasão, um dos meios para proteger o ambiente de banco de dados é a criptografia de dados no SQL Server, com isso é possível tornar os dados inúteis para o invasor.
Mas lembre-se de que prevenir é melhor do que remediar. O melhor caminho é proteger os dados de acordo com o que conversamos nesse artigo, ok?

Como proteger os dados na minha empresa

Um dos passos mais importantes para manter a segurança de dados na sua empresa é poder contar com uma equipe qualificada que monitore seus dados 24 horas por dia e 7 dias por semana. Quando falamos sobre segurança, não podemos fechar os olhos a nenhum momento. Aqui na Dataside, por exemplo, temos uma área especializada para zelar pela tranquilidade e segurança dos negócios dos nossos clientes.

A área de NOC é responsável por realizar atividades como:
– Focar atenção em todos os parâmetros para garantir que o fluxo esteja seguindo como planejado; ⠀
– Identificar prontamente os problemas; ⠀
– Demandar manutenções para que nada saia do eixo. ⠀

A partir daqui, esperamos que esse conteúdo te impulsione a cuidar melhor dos dados da sua empresa. E, claro, conte com a gente para isso.

Pensou em dados, pensou Dataside.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts recentes

Gráfico de Linha Dinâmico

Artigo por: Rafael Barbosa Vou mostrar como fazer um gráfico de linha com medidas dinâmicas e que alteram o tipo de dado sem precisar utilizar indicadores

Leia mais »