O Boticário impulsionou o setor de vendas com a tecnologia

Todos sabemos a importância de não ficar para trás no mercado quando se trata da internet e tecnologia. Saiba o que grandes marcas, como o Boticário, fazem para inovar no mercado e se manter no topo diante do público!

Acompanhar as tendências tecnológicas muitas vezes pode parecer difícil, é como tentar acompanhar as “trends” nas redes sociais, é um desafio não perder o timing, mas se postar a dancinha do momento, certamente fará sucesso e ganhará seguidores. Felizmente, empresários e técnicos tem um pouco mais de tempo para se atualizarem e se adequarem ao que a tecnologia oferece constantemente.


Sabemos que se manter atualizado no presente momento, não se trata mais de oferecer um serviço extra, mas sim da necessidade de acompanhar e ultrapassar a concorrência, e cultivar a confiança do público para ter vendas cada vez mais assertivas. Sendo assim, empresas grandes após perceberem potencial de vendas que podem obter com a ajuda dos dados e da inteligência artificial, voltaram seus investimentos em peso para as ofertas de Big Data, serviços de Cloud e Analytics.


Boticário obteve receita de 18,1 bilhões em 2021


O número acima está correto, e foi exibido orgulhosamente pelos representantes da empresa em entrevistas à revista Exame, ao falarem sobre mudanças em suas estratégias de vendas graças aos dados. Empresas consolidadas e com prestígio antigo como o Boticário, sabem reconhecer a importância de reconquistar o terreno no novo mundo digital, mesmo assim não é necessário deixar que o impacto das novas formas de consumo tenha influência negativa no seu negócio para que as mudanças sejam colocadas em prática se a sua empresa não for grande. Mesmo empresas nativas digitais se remodelam diante das necessidades que o mercado apresenta.


Por isso, buscando um foco maior em atendimento personalizado e proximidade com o cliente, o Boticário adotou estratégias para prever o padrão de comportamento e consumo de seus clientes, em prol de oferecer mercadorias que estejam mais próximas da necessidade dos consumidores. Tudo funciona através da coleta e trabalho dos dados, a intenção é que qualquer cliente que entre em uma loja, tenha imediatamente um perfil traçado a fim de descobrir qual é a melhor opção de compra para que ele saia satisfeito.

Implementação da tecnologia sem perder o contato


O objetivo principal é elevar a meta atual, na qual somente 25 clientes de um total de 100, saem com uma compra realizada de suas lojas físicas. Artur Grynbaum, vice-presidente do conselho de administração do grupo, explicou o que buscam no momento com a tecnologia, o Boticário visa estar mais integrado e atento as intenções do cliente com análises prévias das visitas aos sites, interações na internet e outros indicativos que podem fornecer informações o suficiente para traçar perfis de consumo, que apesar de serem em larga escala ainda serão personalizados.


Todos os dados utilizados, estão devidamente dispostos nas redes e plataformas digitais, e sua utilização é prevista na LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), além do mais, tudo é feito para que os clientes tenham um melhor e mais direcionado atendimento. Assim, os setores da empresa dedicados à essa área têm mais liberdade para adotar medidas mais efetivas diante dos resultados expostos pelos dados.


Viu como é possível ser mais eficiente e mais rentável com apenas alguns passos? Não perca tempo com as imprevisibilidades do mercado, tome decisões certeiras e baseadas em dados. Faça uma consultoria! 💙