Por que terceirizar o gerenciamento dos seus dados?

Qual o segredo de fazer mais com menos?

O gerenciamento e governança dos dados são imprescindíveis para as empresas há décadas. Em dias atuais, todo e qualquer aplicativo ou sistema retém dados muito importantes que podem ser utilizados não só para suportar o negócio atual, mas também para gerar novos negócios, que podem até mesmo ser disruptivos. É aí que entram profissionais, como o Administrador de Dados, o Administrador de Banco de Dados, Engenheiro de Dados, Arquiteto de Dados, entre outros. Todos são profissionais responsáveis por otimizar o armazenamento e consumo dos dados de forma a gerar informações, prever desastres, reforçar a segurança do banco de dados, monitorar possíveis problemas e erros do sistema e principalmente, dar suporte para que o desempenho do sistema atenda às necessidades de negócio.

A inovação trazida pela transformação dos dados em informação é uma peça-chave no desenvolvimento da organização. Ela aperfeiçoa as ações do sistema e até mesmo do negócio, para que sua corporação tenha resultados importantes em relação ao desempenho e funcionamento. O serviço desses profissionais vai muito além de acessar e armazenar os dados. Eles traçam o perfil da empresa e dos clientes, entendem como o negócio funciona, determinam indicadores de produtividade, qualidade do serviço, lucratividade, estratégias e outros. Com essas ações, é possível organizar tudo o que é gerado pelos sistemas da empresa para garantir a efetividade e desenvolvimento estratégico do negócio.

Se o trabalho desses profissionais de dados é tão importante, por que terceirizar?

Especialização: Consultorias que proveem profissionais de dados devem garantir que os profissionais alocados, presencialmente ou remotamente, sejam especializados em determinada tecnologia. Ter a garantia de que os dados, tão vitais, estão sendo gerenciados por ótimos profissionais, certificados e com experiência de mercado é um grande motivo para se terceirizar.

Redução de custos: Muitas pessoas acham que o investimento com um profissional de dados externo será maior do que a de um profissional CLT, alocado 220 horas por mês. Quando se contrata um serviço para gerência dos dados, geralmente são fechados pacotes de horas produtivas mensais. Ou seja, se o contrato é de 60 horas, semanalmente ou mensalmente, o cliente receberá um relatório de todas as ações que foram realizadas. Vale ressaltar que essas ações são feitas por especialistas no ramo, o que torna as 60 horas muito mais produtivas do que 220 horas realizadas por um profissional júnior, pleno e até sênior, mas sem especialização.

Exemplo de cálculo:

Custo de um funcionário pleno CLT 220 horas/mês com salário de R$ 6.773,00¹ ²:

Contrato de 60 horas mês com consultoria que possui profissional Microsoft Certified Solution Expert (MCSE), maior certificação da Microsoft atualmente, por exemplo:

60 horas/mês X R$150,00/hora = R$9.000,00

Ou seja, nesse exemplo, há uma redução no custo mensal, mas com a alocação de um profissional teoricamente mais completo, fora os outros benefícios.

Esses números são apenas exemplos, podendo ser menores ou maiores de acordo com o tipo de ambiente, ramo de negócio, benefícios, necessidade de disponibilidade e etc.

Se você está se perguntando: os profissionais juniores e plenos não terão mais espaço? Obviamente que terão. Muitas empresas optam por manter sua estrutura interna para atendimento de tarefas do dia a dia, tendo a Consultoria para ações mais complexas e estratégicas, como garantia de Service Level Agreement (SLA). A consultoria também possui profissionais júniores e plenos alocados internamente.

Separamos mais alguns diferenciais:

Service Level Agreement: O SLA é outro ponto importante na comparação, visto que um profissional dedicado não possui cláusula contratual que o comprometa com entrega de disponibilidade, por exemplo. Uma consultoria deve entregar isso, de forma que se houver quebra de SLA, ela será penalizada. Isso acaba redirecionando grande parte da responsabilidade de manter a disponibilidade para a consultoria e não mais para a companhia.

Dificuldade para alocar profissional qualificado: Muitas empresas sofrem com vagas abertas sem conseguir alocar profissionais qualificados. E mesmo tendo a vaga preenchida, ainda sobram outros fatores, como o risco de perder o profissional para a concorrência e até doenças, férias, problemas pessoais… Isso tudo gera a necessidade da contratação, mesmo que temporária, de mais um profissional do ramo e, com isso, a dificuldade volta à tona novamente.

Insegurança Jurídica: Todo o processo burocrático de contratação do profissional é redirecionado para a empresa prestadora do serviço. Reduzindo gastos com pessoal de RH, tempo para contratação e reposição de profissionais.

Mas qual é o segredo? Como é possível alocar profissionais especialistas, entregar mais qualidade e pagar menos?

É simples. A consultoria modelou a sua estrutura de trabalho para ser escalável. Com criação de rotinas proativas, profissionais altamente qualificados e esquemas de trabalho 24/7. Eles atuam de forma estratégica e inteligente, de qualquer lugar do mundo. Lembra da história de saber qual botão apertar? É isso. São experientes no que se propõem a fazer. Dessa forma, ganham em escala, conseguindo alocar o mesmo profissional em diversos clientes, com grande entrega de valor. E essa experiência em diferentes mercados, acaba por auxiliar muito a criação de novos negócios.

Associar o seu negócio com consultorias é então um INVESTIMENTO. Grandes empresas globais contratam consultorias para impulsionar a produtividade. ³

Quer impulsionar o gerenciamento dos seus dados e otimizar os serviços da sua empresa? Converse com a gente!

Igor de Paula
Data Platform Consultant na Dataside

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *