Por que ser uma empresa Data-Driven?

Empresas Data Driven

Data-Driven é um conceito que está em alta no ramo empresarial. Ser Data-Driven é tomar decisões e ações a partir das informações adquiridas através dos dados. De acordo com o Google, 90% dos dados de todo o mundo foram produzidos apenas nesses últimos dois anos. Nos próximos dois anos vai ser produzido um volume equivalente a todo o conhecimento já gerado pela humanidade.

Imagine agora a quantidade de informações que podemos adquirir através deles. Esses dados podem ser gerados por sistemas internos ou externos e geram diversos aspectos como comportamento de clientes da sua empresa ou dados públicos, que podem auxiliar sua corporação a crescer e desenvolver maior competitividade no mercado.

O melhor de tudo isso é que toda e qualquer empresa pode ter uma cultura Data-Driven. Basta começar a utilizar os dados como ferramenta principal para a tomada de decisões. A partir do momento em que a empresa decide suas ações através de informações retiradas dos dados, a gestão tem mais tranquilidade para desenvolver suas estratégias.

Para fazer isso, é necessário um estudo em cima da base de dados de sua empresa, feita por um profissional especializado que faz a coleta e análise desses dados para retirar informações valiosas que auxiliam as empresas.

– Por que investir?

Tomar decisões importantes dentro de uma empresa não é algo fácil e exige grande responsabilidade e visão. Uma forma muito mais fácil e confiável de decidir estratégias é já sabendo como as coisas funcionam dentro da corporação e quais são as estimativas futuras baseadas no comportamento histórico.

Aplicando o conceito de Data-Driven, é possível traçar um caminho mais preciso de prós e contras sobre a estratégia a ser definida e assim, tomar a decisão mais assertiva. Com isso, você reduz diversos riscos.

Além disso, a empresa começa a possuir um ou mais bancos de dados, podendo utilizar essas informações para realizar ações de marketing, contato com clientes e muitas outras coisas que antes tomavam um tempo valioso da equipe e nem sempre eram assertivas ou mesmo tinham o resultado mensurado.


– Como implantar o conceito Data Driven em sua empresa?

Primeiramente, uma cultura orientada aos dados precisa ser bem trabalhada junto aos funcionários e gestores, de forma que as soluções e ferramentas sejam utilizadas de maneira positiva dentro da empresa.

Feito isso, é necessário estudar as possibilidades de coleta e estruturação dos dados de forma que se possa iniciar o processo de obtenção de informações, gerando retornos positivos.

 

– Nubank: exemplo de empresa Data Driven

Recentemente o Nubank, startup de cartões de crédito digital, concedeu uma entrevista para a Revista Exame e trouxe à tona o conceito de Data-Driven. O Nubank foi pioneiro em bancos digitais e inovou no mercado por dar um tratamento personalizado aos seus clientes.

A matéria prima do Nubank são seus dados, com ele, os profissionais conseguem acessar diversas informações como preferências, tipos de transações mais realizadas, locais mais frequentados e outras diversas características de cada cliente. Com esse banco de dados, o Nubank consegue criar ações baseadas em tudo o que eles sabem de seus clientes, ou seja, é tudo personalizado para seu público-alvo.

Por conta da sua relação com os dados, a empresa é hoje uma das maiores em seu ramo e tem grande poder competitivo no mercado.

 

Tem mais alguma dúvida sobre este conceito? Conte pra gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *